Senhores do Anoitecer: Lua de Sangue 4


Divulgação/Igor Dmirkutska e AlphaGraphics

Continuando com as resenhas de novos livros nacionais, vou falar sobre as minhas impressões a respeito de “Senhores do Anoitecer: Lua de Sangue”, de Igor Dmirkutska. Segue a sinopse:

Por entre as sombras turvas de nossa sociedade, escondem-se seres cujos nomes e formas insistimos em esquecer, alguns dos quais a nefasta existência negamos até nosso último suspiro de sanidade… Porém, isso não os torna menos reais. Uma guerra tem sido travada entre essas criaturas noturnas desde muito antes do que se possa imaginar, no entanto, é na alvorada do terceiro milênio que o mais terrível desses embates ocorrerá e, sob a luz da Lua de Sangue, os senhores do anoitecer se enfrentarão… Talvez pela última vez.

Considero esta apresentação ligeiramente vaga e insuficiente para chamar tanta atenção quanto deveria – ainda que instigante, o conteúdo do livro não fica claro. “Lua de Sangue” é protagonizado por criaturas muito conhecidas e exploradas na literatura fantástica mundial: lobisomens e vampiros. A rivalidade entre estes inimigos é o que move a trama, logo, não temos um único herói, mas diversos seres trabalhados ao longo da narrativa.

Com isto em mente, você pode se pegar pensando que deve ser difícil fazer funcionar uma história com tantos personagens. E com certeza é. Igor resolveu o possível obstáculo colocando pessoas para nos contarem a aventura a partir de pontos de vista diferentes: o autor sempre indica qual personagem está narrando cada trecho. No começo, a técnica me deixou confusa devido a certas formas de narrar serem similares (várias vezes tive que voltar ao início da passagem para me lembrar quem estava falando). Depois que me familiarizei com o estilo do escritor a leitura fluiu.

Senti falta de uma revisão mais dedicada e atenta. Não são poucas as palavras repetidas, frases longas ou erros de digitação. Entendo que edições independentes não são fáceis ou baratas, contudo, de algumas coisas não podemos abrir mão. A capacidade de descrição do autor também oscilou: em determinados momentos, as explicações extensas foram muito bem-vindas; já em outros, considerei-as desnecessárias e cansativas. Segundo Igor, uma nova versão do e-book (com a reparação destas incorreções) será disponibilizada na Amazon nos próximos dias.

Apesar dos problemas comuns a autores estreantes, fica evidente que Dmirkutska trabalhou por bastante tempo na obra. O enredo é consistente, criativo e suficiente para se sustentar ao longo das 528 páginas da publicação. De maneira geral, o saldo ainda é positivo e eu recomendo a leitura para quem consegue relevar pequenas falhas. “Senhores do Anoitecer: Lua de Sangue” pode ser adquirido como livro eletrônico na Amazon ou em versão física diretamente com o escritor.


Deseja ver uma resenha de seu livro no site? Mande um e-mail para contato@katiareginasouza.com e descubra como!


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

4 pensamentos em “Senhores do Anoitecer: Lua de Sangue

  • Patricia Martins

    Muito boa a resenha! Particularmente me chama a atenção histórias cm lobisomens e vampiros! Certo que vou ler, apesar dos apontamentos feitos! Adorei a capa!!

  • Ricardo Oliveira

    Infelizmente é muito difícil pra um escritor novo e ainda independente conseguir uma boa revisão, diagramação, etc, até porque pagam do próprio bolso.. .

    Ainda assim, o livro me chamou bastante atenção. Realmente parece bastante interessante e a história complexa e longa, vindo de um escritor novo, me surpreendeu.

  • Gabriel Ramos

    Gostei da resenha. Deu atenção ao que precisava pra deixar claro sobre do que o livro se trata, já que de fato a sinopse ficou meio vaga/genérica.

    Como gosto do tema vampiros/lobisomens e ainda tenho um tempo de férias da faculdade, vou pegar esse livro pra ler nas próximas semanas. Prefiro dar a chance pros nossos autores que pros Crepúsculos da vida! 😛

    Obrigado por expor essa obra!

  • Luana Blitz

    Já tinha visto esse livro na Amazon e a capa me chamou atenção. Curioso que desisti de comprar justamente pela sinopse! Ela não explica muita coisa. Agora que já sei do que se trata o livro, vou colocar na minha lista de próximas leituras kkkk Espero conseguir relevar os erros, porque a história parece boa.