Bum Bum Bum, (20 anos de) Castelo Rá-Tim-Bum


Lançado em 1994, Castelo Rá-Tim-Bum extrapolou os recordes de audiência previamente obtidos pela TV Cultura. A série de televisão alcançou um sucesso atípico aos programas educativos infantis que a precederam. Teve fim em 1997, conquistando alcance internacional quando, em 1999, o canal de TV a cabo Nickelodean se interessou pelo programa e passou a exibi-lo em toda a América Latina. Hoje, 20 anos depois de sua estreia, podemos assisti-lo diariamente às 09h30, na TV Brasil, e às 10h50, na TV Rá-Tim-Bum.

Em meio à cidade de São Paulo, vivem em um castelo Nino (personagem principal da história e um aprendiz de feiticeiro de 300 anos), Doutor Victor (seu tio), Morgana (sua tia-avó) e diversas criaturas incomuns. Nino não podia se matricular em uma escola em razão de sua idade avançada, ainda que mantivesse a aparência física de um jovem. Apesar de possuir uma série de amigos sobrenaturais, Nino sentia falta de ter pessoas como ele com quem brincar. Fazendo uso de uma magia que aprendera com Doutor Victor, consegue atrair para o castelo três crianças, Zeca, Biba e Pedro, que passam a visitá-lo cotidianamente.

Castelo Rá-Tim-Bum é uma criação do diretor Cao Hamburger (Disney Club) e do dramaturgo Flávio de Souza (TV Xuxa). A preocupação de Hamburger e Souza em desenvolver um conteúdo atraente para crianças era evidente, mas não a única. Durante as gravações, os atores foram acompanhados de perto por professores de português, tamanho o interesse em transmitir informações o mais educativas possíveis.

A mescla de diversão e educação foi o ponto forte do programa, vencedor de inúmeros prêmios na categoria de melhor atração infantil, tais quais os da Associação Paulista de Críticos de Arte (1994) e Festival de NY (1994 e 1995). O roteiro era simples, mas se tornava especial graças a seus elementos fantásticos, que procuravam nos inserir dentro da mente das crianças. As tecnologias necessárias à elaboração destes cenários fantasiosos avançaram em demasia em decorrência de sua imprescindibilidade à série.

Nino foi interpretado por Cássio Scapin, hoje um aclamado ator de teatro, premiado por sua atuação em peças como Memórias Póstumas de Brás Cubas. Sérgio Mamberti e Rosi Campos fizeram o papel de, respectivamente, Victor e Morgana. Mamberti era famoso por seu trabalho no cinema, teatro e televisão, mesmo antes de sua participação em Castelo Rá-Tim-Bum; logo em seu primeiro papel, ganhou o prêmio Moracy do Val de ator revelação, devido a sua atuação na peça Antígone – América. Campos estreou na televisão em 1980, e seu papel mais recente foi o de Miquelina, na novela Joia Rara. As três crianças eram vividas por Freddy Allan (Zeca), Cinthya Rachel (Biba) e Luciano Amaral (Pedro). Allan e Rachel eram atores iniciantes e não participaram de grandes projetos depois de Castelo Rá-Tim-Bum. Amaral, pelo contrário, já era conhecido por ter interpretado Lucas Silva e Silva no programa Mundo da Lua.

Através da megaexposição 20 anos de Castelo Rá-Tim-Bum, a TV Cultura inicia suas atividades em comemoração às duas décadas do seriado que marcou a infância de gerações. A mostra ocorre das 12 às 20 horas, de 4 de julho a 26 de outubro, no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo. A entrada é franca. Castelo Rá-Tim-Bum teve sucesso em todos os campos em que ousou inovar. A maioria das escolas ensinava para as crianças que aprender é tedioso e repetitivo. O programa nos mostrou que não apenas é divertido, como também pode ser a melhor parte de nosso dia.


Jornalismo Impresso I – UFRGS (2014)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *